Detalhes que fazem a diferença: Lenços

Acredito que a idéia do “não tenho roupa” esteja presente na cabecinha de – quase – todas as mulheres, mas como não dá para comprar uma coleção nova a cada vez que isso nos atormenta, o truque é pensar em detalhes para modificar as roupas de sempre.

Pensando nisso, um acessório que cumpre super bem esse papel é o lenço. Lenços são clássicos que rendem muita versatilidade – as divas Audrey e Grace Kelly usavam sempre! Eu quase não tenho lenços, mas depois de pesquisar algumas imagens, vi que estou perdendo produções legais sem essa pecinha no armário. Às vezes, ficamos meio no modo automático na hora de se vestir, usando sempre as mesmas coisas e da mesma forma, com cara de igual a todo mundo.

Sem dúvida, os lenços quebram a monotonia de “looks iguais” e permitem muita diversão em frente ao espelho – e na vida, claro. Ajudam a “glamourizar” as roupas; são elementos sofisticadores instantâneos e em produções informais acrescentam uma gracinha extra, um toque de diferenciação. E rendem inúmeras possibilidades!

Essas imagens mostram algumas das milhares de maneiras de usos dos lenços, para gravá-las vamos à listinha:

  • No pescoço: para aquecer existem um monte de amarrações interessantes – esse vídeo ótimo mostra 25 maneiras diferentes – e, em momentos mais fresquinhos, dá para usar o lenço como colar com vários nózinhos ou com um pingente grandão. Fica legal também dar um laço e fazer do lenço uma espécie de jabô ou gravata.
  • Na bolsa: a forma mais tradicional é só amarrando na alça, mas também dá para cobrí-la toda com o lenço ou ainda fazer uma falsa alça dele. Outra maneira bacana é envovelver uma bolsa do tipo carteira e amarrar as pontas  do lenço na frente, como nessa foto da coleção nova da Maria Filó.
  • Na cabeça: como turbante, faixa, headband ou amarrado no chapéu.
  • Como saia pareô (♥), cinto, colete (vídeo do Oficina de Estilo ensinando), no pulso fazendo as vezes de bracelete ou substituindo a pulseira do relógio.

Então, idéias e inspirações não faltam, o que precisa é experimentar, se permitir e investir nesse pedacinho de tecido!